Balanço Geral: Reencontro

13 11 2012

Sábado, 10 de novembro de 2012.

O dia começava promissor. Os pássaros cantavam, a temperatura estava amena, o sol, bem, o sol não brilhava tanto, mas ele estava lá, em algum lugar do céu…

Me arrumei relativamente rápido e fui para o Khamarin tratar o visual. Afinal, era o grande dia do reencontro… E foi o máximo! Diga-se de passagem…

Foi surpresa reencontrar pessoas do passado e dizer com todas as letras: Não, eu não morri… Nem ganhei na loteria e joguei tudo para o alto, nem estou de férias num lugar paradisíaco, nem encontrei o amor da minha vida e fugi em lua de mel… Estou aqui! Ansiosa por resgatar o contato com vocês…

O que se pode mudar em dez, quinze anos? Muitos mudaram de cidade, de estado, de empresa, de profissão, de casa, de hábitos, de amigos e várias vezes de namorado. (Obs: Não me incluo nesse ultimo item, só tive dois).

Para alguns deles, eu havia desaparecido, mas acho que finalmente estou de volta… A vida andou me pregando muitas peças e até acho que fiquei um tempo de castigo, mas não me arrependo de nadinha… Acho que estou me permitindo sair do castigo, recomeçar, me reinventar e me dar uma nova chance de ser feliz…

E assim prosseguiu o dia… O churrasco de reencontro tornou-se verdade um churrasco de neurônios resgatando memórias perdidas…

Entre algumas dessas memórias, posso relatar:

  1. Minha amiga de juventude Jaqueline Cardoso me fez recordar a música de nossa autoria “Gatinho do Cinema”. Sabe aquele filme “Se eu fosse você” onde a Gloria Pires no corpo de Tony Ramos procura uma amiga que acreditasse na mudança de sua alma para um corpo que não era seu? Pois bem, se isso acontecesse comigo, ela seria essa amiga…
  2. Lidiane Timoteo me fez recordar as festas na casa da minha amiga Cristina (Tanaka), os DVDs gigantescos que só ela possuía, as nossas bebidas preferidas (vinho daquele bem ralé, com leite condensado)…
  3. Jaqueline Silva embalou nossos passos relembrando a antiga Le Dance. Dancei como se ainda tivesse meus 16 anos… Até iluminação de DJ  apareceu na chácara… O clima de danceteria empolgou até os mais contidos…
  4. Jefferson Souza, presente em 85% das fotos do mural me fez recordar as viagens com seu fusca, os karaokês na minha casa, as excursões para Campos do Jordão, as viagens para Caraguá e Ubatuba, as comemorações de Copa, Carnaval, enfim… Sorte a dele não ter uma esposa ciumenta… Muito pelo contrario, ela é uma fofa e nem precisei fazer a triagem das fotos…
  5. Gislaine Lanfredi me fez recordar minha época de baliza na banda do Shangri-la… Naquela época virava estrela, dava alguns saltos que se eu tentasse nos dias de hoje, certamente me daria muito mal…
  6. Willian Borges me fez recordar suas peripécias no Estúdio 76, nosso amigo distante Alisson Correa, nossa viagem com suecos para Ubatuba e vários outros momentos que fizeram parte da nossa historia.
  7. Andrey Carlos saiu de Curitiba rumo ao reencontro! E certamente não se arrependeu…
  8. Cristina Mari, é melhor eu não comentar, porque ela fez parte de um grande período da minha adolescência… Meus acertos e meus erros, ela sabe de cor… Passou férias e férias na minha casa, apesar de morar em menos de dois km da minha… Foi minha amiga, cuidou de mim, conquistou meus pais e deu de presente para minha mãe a amizade mais sincera que ela poderia ter: a da Dona Amélia (sua mãe).

Me recordei de várias coisas e se eu fosse relatar esse post ficaria cansativo demais… Cada um que estava presente me trazia uma recordação…

Faltaram pessoas importantíssimas para esse reencontro como: Professor Ney, Professora Wilma, Michele e Claudia Sousa, Rosania Tomé, Raquel Pereira, Daniela Fonseca, Marcelo Portes, Rubens Carmo, Luiz Alberto, Fabiana Motta e Tania, mas entendo que, infelizmente  nem tudo é como queremos…

Lembrei do que eu era…

Na infância não sonhava em casar, não sonhava em ser mãe, mas isso é claro que foi antes dos 30 (detalhe importantíssimo). Sonhava em ser psicóloga, e tornei-me jornalista… Excelente escolha porque amo a profissão! Mesmo assim, me considero uma psicóloga fundo de quintal, já que muitas amigas me procuram para desabafos…

Mas continuo gostando de gente, de interação, de movimento, mas respeito meus ciclos… Queria conhecer o mundo, mas sei que não vou ver tudo. Continuo gostando de filmes, de ir ao cinema, de ouvir música em volume máximo. Dançar ainda é um exercício de libertação, escrever uma necessidade. Ainda penso em ser mãe, mas apesar do relógio biológico estar dando bipes, não tenho pressa. Na vida de gente grande, tenho duas faculdades, uma pós-graduação e trabalho que nem uma adulta…

No mais, continuo aquela adolescente cheia de planos e com medo do futuro!

Este slideshow necessita de JavaScript.

About these ads

Ações

Information

One response

8 12 2012
CRISTINA

Kátia, você é única!!! Agradeço de coração pelo nosso reencontro. Apesar da correria do dia dia, tenho você e sua família como pessoas importantes na minha vida, fizeram parte da minha adolescência!! Mil beijos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 861 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: