Feriado x Descanso. Mera expectativa!

19 03 2014

Feriado IDe vez em quando acontece: um dia bonito, temperatura amena, céu limpo, brisa suave e feriado em São José. Logo pensei que o dia seria de descanso, de paz e de silêncio…
Acordei cedo, pois havia me esquecido de desmarcar minha sessão de terapia e lá fui eu desvendar um pouquinho dos meus próprios mistérios! Sai de lá, um assunto para resolver em Taubaté, telefone que não parava de tocar, outro pra resolver em São José, um horário pra cuidar de mim no salão e lá se foi meu dia…
Chego em casa acostumada com a correria do dia a dia, brinco com meu cachorro, abro meu laptop para alimentar esse blog que anda meio esquecido e deixo meus desabafos fluírem… Como diz o querido Cristiano, meu dia, apesar da “quase folga”, também foi no lerêlerê…rs
Sei que minha vida é barulhenta. Dentro ou fora de mim nada se aquieta. Quero me comunicar, quero respostas na velocidade de super-hiper-mega byte. Sem perceber desaprendi a me silenciar. Desaprendi a ser ausência.
Em alguns momentos, nem que sejam como esse, é necessário nos silenciar. Comunicar tudo sem dizer nada. Por outro lado, não pode ser um silencio forçado, daquele tipo pra chamar a atenção. Está cheio disso por aí… De gente que anuncia a saída, que exclui um amigo por desconforto próprio e que usa o silencio como arma para manipular o outro.
Sendo assim, prefiro ser eu mesma! Não que eu seja melhor que alguém! Não sou! Mas quem é meu amigo é meu amigo. Não finjo amores, não passo a perna, não me divirto em falar mal dos outros, não vivo a vida alheia… Tenho um ritmo que me complica, algumas vontades que nunca passam e palavras que insistem em sair.
Mas quer um desafio? Experimente gostar de mim! Não sou fácil, mas não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme as fases da lua. Me irrito fácil, me desinteresso a toa, mas tenho sonhos e sentimentos que não cabem dentro de mim. Sonho alto! Crio sempre boas expectativas.
E por falar nisso, hoje, li numa rede social, que não se deve criar expectativas. Mas já pensou que vida sem graça? Quero mais é perder a noite de sono, sentir um embrulho no estomago, arriscar… Não dá pra viver a vida sem sonhar, sem querer, sem esperar. Fica tudo assim, sem cor, sem sabor, sem a tal da graça. Ainda acho que só vale a pena se a gente se jogar de cabeça no sonho, seja ele do tamanho que for.
E posso afirmar, com todas as letras de que se não der certo, do chão a gente não passa!

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: