O décimo mês…

25 09 2014

IMG_5393Não sei você, mas eu pisquei e lá se foi metade do ano. Fico um pouco desanimada. Bate uma sensação de que eu estou me repetindo e que vou chegar ao final do ano cheia de arrependimentos e frustrações. Dei-me conta de que a minha lista de resoluções, planos e tarefas está dividida em “segunda-feira eu começo”, “depois da Copa” e “talvez um dia”.

A gente se impõe tanta coisa e nem faz o básico. E de repente os doze meses de um ano parecem durar nove. Todos os dias as horas nos engolem. Olhamos no relógio e já são 12h, de repente o ponteiro bate 15h. Minutos depois e já são 19h. Minha nossa! Não fiz nada ainda, tanta coisa me esperando.

Preciso de mais minutos nas minhas horas, mais horas nos meus dias, mais dias nos meus meses e mais meses nos meus anos. Mais tempo na minha vida!

Hoje, trabalho em jornada dupla, viajo nas horas vagas, me dedico à reforma do meu apartamento, cuido do meu cachorro, levo a mamãe pra jantar fora uma vez por semana, faço terapia, dedico uma noite da semana para sair com as amigas, mas…

Agora que outubro está chegando, resolvi diminuir a pressão e não enlouquecer por que ainda não entro nas minhas calças 38, por que ainda não fui morar no meu apartamento, por que não tive férias de 30 dias. Vou focar no lado mais simples da vida que a gente esquece. Quero dormir bem, acordar descansada, tomar café numa mesa bonita, ouvir música, ler um bom livro, almoçar de verdade sem olhar o celular, tomar vinho nos jantares, ligar para os meus amigos para bater papo, sair para dançar, reclamar menos com a minha terapeuta… Coitada!

Parece pouco, mas é muito!

Viver melhor e mais feliz não requer uma mudança tão radical quanto a gente pensa. Vamos começar pelo básico, depois eu complico um pouquinho.

Invejo quem acorda, toma suco verde, trabalha sem pressão, ganha muito bem, aplica na bolsa, tem saúde, come legumes e hortaliças no almoço, vai todos os dias para a academia, troca o carro a cada dois anos, já quitou o imóvel próprio… Tudo assim programadinho.

Olho fascinada para esse mundo onde tudo tem hora, onde tudo se encaixa por mais desconfortável que seja.

Por outro lado, não gosto quando o sono fica quieto e a vida parada. Vida me tire o sono!!! Me dê mais um pouco, eu agüento o tranco! Só não dou conta de vida morna, sem graça e sem sacolejo.

Talvez dessa forma, dezembro chegue mais leve e eu esteja satisfeita com a vida que dei conta de ter…

Anúncios

Ações

Information

One response

26 09 2014
Janaina

Relex … vamos viver o agora!! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: